Compartilhe

Preenchimento com cânulas: especialista explica por que não usar agulhas.

Postado em 25/05/21
Preenchimento com cânulas: especialista explica por que não usar agulhas.

Na hora de realizar um procedimento, podemos estar muito acostumados com as agulhas, não é mesmo? Mas essa não é a melhor opção quando falamos em preenchimentos. Nós vamos te explicar tudo!  

Os preenchimentos são todos os procedimentos que visam a preencher vincos, sulcos, cicatrizes e rugas. Seu objetivo final é trazer uma leveza maior à face. Tais ações são bastante buscadas pelos pacientes, já que são minimamente invasivos e podem ser aplicados em diversas regiões, como nos lábios, no “bigode-chinês”,  no contorno da mandíbula, nas olheiras, nas cicatrizes de acnes, entre outros. 

Diante disso, fica a dúvida: agulha ou cânula? Mesmo estando mais acostumados ao uso das agulhas, nem sempre elas são as opções mais indicadas. Saiba o porquê neste artigo!  

Opinião do especialista 
 

Em entrevista ao nosso blog, a Dra. Tábita Nunes Fatores (CRM/GO 19.720 GO e CRM/DF 26.577) reforça algo pelo qual sempre devemos prezar: a segurança do paciente. É por este motivo que ela opta pelo uso das cânulas durante esses procedimentos. 

Confira abaixo algumas diferenças técnicas entre as cânulas e as agulhas:  

  • Cânulas: elas possuem a chamada ponta romba (ponta arredondada) que diminui o risco de acidentes e lesões no paciente. Em suma, elas não perfuram pequenos vasos sanguíneos, muito presentes na região do rosto. Além disso, elas diminuem em certa medida o desconforto do paciente, em especial, aqueles mais nervosos ou sensíveis a exposição das agulhas; 
     
     

  • Agulhas: elas têm a ponta perfuro cortante. Essa característica gera uma maior chance de hematomas e lesões nos vasos. Em casos mais graves, ela pode corroborar para a injeção da substância preenchedora dentro do vaso sanguíneo, o que gera oclusão vascular (bloqueio do fluxo sanguíneo), podendo levar à necrose dos tecidos de pele ou ainda à cegueira.  

Outro fator a ser considerado é que a cânula comumente é maior e mais flexível que a agulha. Isso permite que o a disposição da substância preenchedora (o ácido hialurônico, por exemplo) seja mais suave e contínua. 

Já para outros procedimentos, em que é preciso uma alta precisão, a agulha pode oferecer maior controle ao profissional da saúde e estética.  

Por qual material optar? 

Sendo assim, a sugestão é que o Dr. (a) sempre avalie e pondere as vantagens e desvantagens de cada material para o procedimento. Coloque a segurança do paciente como fator primordial dentro desta análise! 

Conheça as Cânulas disponíveis em nossa loja!